VMI%20LOGO%20(1)_edited.jpg

Vozes da Música Instrumental

Por Mariana Sayad e João Marcondes
 

Vozes da Música Instrumental nasceu de um desejo em se conhecer a história e os desdobramentos desta arte através dos músicos que fazem parte dela, ou seja, quem atua na música instrumental ativamente em nosso país.

 

Tudo começou no ano de 2004, quando o músico João Marcondes e a jornalista Mariana Sayad perceberam que não havia registro das histórias dos músicos, apenas livros e sites que falavam da história da música de maneira mais geral, sem muitos detalhes que movessem uma nova geração.
 

A partir da ideia inicial, Mariana e João passaram a pesquisar sobre a música instrumental brasileira: principais nomes, compositores e intérpretes, músicas que marcaram época, trajetória dos músicos, principais momentos, grandes shows, locais importantes para a propagação da música... Munidos de muita informação, chegaram a uma ousada meta: realizar entrevistas com 100 músicos da música instrumental brasileira, privilegiando os compositores e que tiveram grandes contribuições para o desenvolvimento da música.

Assim, com um gravador (de fita cassete mesmo) na mão e um sonho na cabeça, João e Mariana saíram em busca dos protagonistas da música instrumental brasileira. A primeira entrevista aconteceu em 21 de abril de 2004, no antigo prédio do Souza Lima Ensino de Música, em São Paulo.

O projeto colecionou boas histórias, muitas entrevistas importantíssimas ricas em informação e que contam diversos lados de uma mesma história.
 

A história oral norteou todo o projeto, buscando algumas perguntas sempre iguais para todos, algumas perguntas mais fechadas e outras mais abertas, em entrevistas com mais de 40 minutos cada. Todas estas histórias juntas formaram um grande mosaico que conta muito sobre a música instrumental brasileira de meados do século XX para frente e, na voz de seus protagonistas, os músicos compositores.

 

Em 2006, foi lançado o site Vozes da Música Instrumental com as entrevistas publicadas e com uma característica que marcou o projeto, Mariana e João não editaram os textos das entrevistas. Ou seja, elas foram transcritas exatamente como foram gravadas, justamente com o objetivo de manter o caráter da oralidade, como se o músico estivesse contando sua história para o leitor, com o mínimo de interferência dos pesquisadores.
 

Apesar do projeto não ter alcançado a meta dos 100 músicos entrevistados naquele período, cumpriu bem o papel de mostrar a música instrumental contemporânea e seu trajeto até aqui. Cumpriu, mas não terminou... O Vozes da Música Instrumental voltou para continuar essa história, pois em seu tempo de atuação, entre 2004 e 2007, foram entrevistados cerca de 40 nomes da música brasileira. Um trabalho importantíssimo para a história, uma linha do tempo foi traçada a partir destas entrevistas que contam um Brasil que nunca tinha sido contado até então...